sábado, 6 de agosto de 2011

Apos treze anos " tim maia no teatro".

Branco, paulistano e neto do showman Silvio Santos, Tiago Abravanel, de 23 anos, viverá o papel título de "Tim Maia — Vale tudo, o musical", que estreia na próxima sexta-feira, no Teatro Carlos Gomes. O timbre de voz e os quase 120kg o ajudaram a vencer outros quinze candidatos na seleção comandada por Nelson Motta, autor da peça, e João Fonseca, o diretor.

— Tim cantava com muita alma. Tento colocar o mesmo em tudo o que faço. O fato de eu ser gordo pode me favorecer para fazer determinados personagens — diz ele, que muito antes de ser selecionado soltava a voz em "Azul da cor do mar", sucesso de Tim, em festas de amigos: — A letra é de uma profundidade, fala para o mundo das coisas em que você acredita.

Para cantar 25 hits de Tim e contar em duas horas e meia seus 55 anos de vida, Tiago saiu de "Amor e revolução", do SBT, em que vivia o guerrilheiro Davi. Precisou adotar uma peruca, muita maquiagem e deixou o bigode crescer.

— Tiago Santiago (autor da novela) me ligou para dizer que estava satisfeito com meu trabalho. Sair foi uma decisão em comum. Meu avô (Silvio Santos) ficou superfeliz. Se Deus quiser, estará na estreia — sonha o jovem, que revela ter sofrido pressão do Dono do Baú: — Ele foi meio carrasco comigo. Me pressionou para ver se eu tinha certeza de que queria ser ator.

E com a autoridade de quem cresceu ao lado de uma das figuras mais emblemáticas do país, Tiago não descarta a ideia de viver o avô num espetáculo.

— Não sou o melhor imitador dele, mas já o imitei. Seria uma responsabilidade interpretar um cara como ele, ainda mais da minha família. Quem sabe! — brinca, sem perceber que já enfrenta desafio tão grande quanto...

Nenhum comentário:

Postar um comentário